• A democracia corinthiana: futebol e política

    Mariana Zuaneti Martins, Heloisa Helena Baldy Dos Reis

    Autoresporte

    A Democracia Corinthiana foi uma experiência desenvolvida de 1981 a 1985, a partir de gestões menos autoritárias que propiciaram a participação dos jogadores de futebol na tomada de decisões sobre a vida no clube corinthiano. À luz do contexto social brasileiro, marcado pela emergência de novos atores políticos, como movimentos sociais, o novo sindicalismo e o avassalador ciclo de protestos das Diretas Já, buscamos compreender a experiência corinthiana, entendendo as afinidades eletivas entre a efervescência social que se desenrolava e a participação política dos jogadores. Deste modo, o objetivo do livro foi descrever a narrativa da Democracia Corinthiana, a partir de suas relações com o contexto social brasileiro. Descrevemos e analisamos os plurais sentidos de democracia que se desenvolveram entre os principais sujeitos do movimento corintiano, de modo a entender o grau de espontaneidade, de diferenças de envolvimento e de entendimento que fizeram parte dessa criação histórica. Como parte disso, abordamos também quais os sentidos e possibilidades que a participação conferiu aos jogadores, de modo a circundar a cultura política que se desenvolveu entre os mesmos, envolvendo reflexões sobre o grau de autonomia e de conscientização. Com isso, podemos pensar como a Democracia Corinthiana conseguiu concretamente avançar para além do interior do departamento de futebol do clube para influenciar o restante da categoria, forjando uma configuração de trabalhadores da bola. Conduzimos nosso trabalho a partir de um esforço de contextualização do objeto para conseguir elaborar os nexos entre o olhar histórico e o sociológico. Com isso, pretendemos trabalhar as falas e entendimentos a partir da processualidade da Democracia Corinthiana, não como um fato isolado, mas como produto e sujeito de um tempo histórico. A pesquisa utilizou-se de um levantamento de fontes documentais sobre a Democracia Corinthiana, procurando nelas elementos que dialoguem com nosso objeto de pesqu
    Ler mais Ler menos
    Oba, você já comprou esse livro! Acesse o App e aproveite a leitura 😁
    Você já possui este livro através da parceria Skeelo + {partner} Acesse o App e aproveite a leitura 😁
    Páginas 132
    Peso do arquivo 6.99MB
    Ano da publicação 2017
    Tradutor(a)

    Sinopse

    A Democracia Corinthiana foi uma experiência desenvolvida de 1981 a 1985, a partir de gestões menos autoritárias que propiciaram a participação dos jogadores de futebol na tomada de decisões sobre a vida no clube corinthiano. À luz do contexto social brasileiro, marcado pela emergência de novos atores políticos, como movimentos sociais, o novo sindicalismo e o avassalador ciclo de protestos das Diretas Já, buscamos compreender a experiência corinthiana, entendendo as afinidades eletivas entre a efervescência social que se desenrolava e a participação política dos jogadores. Deste modo, o objetivo do livro foi descrever a narrativa da Democracia Corinthiana, a partir de suas relações com o contexto social brasileiro. Descrevemos e analisamos os plurais sentidos de democracia que se desenvolveram entre os principais sujeitos do movimento corintiano, de modo a entender o grau de espontaneidade, de diferenças de envolvimento e de entendimento que fizeram parte dessa criação histórica. Como parte disso, abordamos também quais os sentidos e possibilidades que a participação conferiu aos jogadores, de modo a circundar a cultura política que se desenvolveu entre os mesmos, envolvendo reflexões sobre o grau de autonomia e de conscientização. Com isso, podemos pensar como a Democracia Corinthiana conseguiu concretamente avançar para além do interior do departamento de futebol do clube para influenciar o restante da categoria, forjando uma configuração de trabalhadores da bola. Conduzimos nosso trabalho a partir de um esforço de contextualização do objeto para conseguir elaborar os nexos entre o olhar histórico e o sociológico. Com isso, pretendemos trabalhar as falas e entendimentos a partir da processualidade da Democracia Corinthiana, não como um fato isolado, mas como produto e sujeito de um tempo histórico. A pesquisa utilizou-se de um levantamento de fontes documentais sobre a Democracia Corinthiana, procurando nelas elementos que dialoguem com nosso objeto de pesqu

    Ficha técnica

    • Autor(a) Mariana Zuaneti Martins, Heloisa Helena Baldy Dos Reis
    • Tradutor(a)
    • Gênero Esportes e Educação Física
    • Editora Autoresporte
    • Páginas 132
    • Ano 2017
    • Edição
    • Idioma Português
    • ISBN 9788595130487
    • Peso do arquivo 6.99MB