• A ilha de Arturo: Memórias de um garoto

    Elsa Morante

    Carambaia

    Ambientado numa ilha próxima a Nápoles, romance de uma das principais autoras italianas do século XX retrata a adolescência de um garoto às vésperas da Segunda Guerra Mundial.

    Elsa Morante (1912-1985) afirmou certa vez, parodiando Flaubert, que "Arturo sou eu". Referia-se ao personagem narrador de A ilha de Arturo — Memórias de um garoto, uma assombrosa evocação da infância e da puberdade, que rendeu à autora o mais importante prêmio literário da Itália, o Strega (em 1957).

    A ilha de Arturo se passa às vésperas da Segunda Guerra Mundial em Procida, ilha na região de Nápoles onde o personagem, de 14 anos, vive uma vida de liberdade e imaginação, sem escola, mas plena de livros e natureza selvagem. Órfão de mãe, ele tem o pai, Wilhelm Gerace, que ele idolatra acima de todas as coisas, mas passa grande parte do tempo em viagens misteriosas que alimentam os devaneios de Arturo. Os dois vivem no palácio decaído de um amigo de Gerace, que acumulou dinheiro e detestava as mulheres.

    A segurança de Arturo, para quem a solidão parecia um "estado natural", é abalada pela chegada da nova esposa do pai, apenas dois anos mais velha do que ele. Sentimentos violentos e confusos começam a aflorar.

    Ler mais Ler menos
    Oba, você já comprou esse livro! Acesse o App e aproveite a leitura 😁
    Você já possui este livro através da parceria Skeelo + {partner} Acesse o App e aproveite a leitura 😁
    Páginas 384
    Peso do arquivo 7.32MB
    Ano da publicação 2022
    Tradutor(a) Roberta Barni

    Sinopse

    Ambientado numa ilha próxima a Nápoles, romance de uma das principais autoras italianas do século XX retrata a adolescência de um garoto às vésperas da Segunda Guerra Mundial.

    Elsa Morante (1912-1985) afirmou certa vez, parodiando Flaubert, que "Arturo sou eu". Referia-se ao personagem narrador de A ilha de Arturo — Memórias de um garoto, uma assombrosa evocação da infância e da puberdade, que rendeu à autora o mais importante prêmio literário da Itália, o Strega (em 1957).

    A ilha de Arturo se passa às vésperas da Segunda Guerra Mundial em Procida, ilha na região de Nápoles onde o personagem, de 14 anos, vive uma vida de liberdade e imaginação, sem escola, mas plena de livros e natureza selvagem. Órfão de mãe, ele tem o pai, Wilhelm Gerace, que ele idolatra acima de todas as coisas, mas passa grande parte do tempo em viagens misteriosas que alimentam os devaneios de Arturo. Os dois vivem no palácio decaído de um amigo de Gerace, que acumulou dinheiro e detestava as mulheres.

    A segurança de Arturo, para quem a solidão parecia um "estado natural", é abalada pela chegada da nova esposa do pai, apenas dois anos mais velha do que ele. Sentimentos violentos e confusos começam a aflorar.

    Ficha técnica

    • Autor(a) Elsa Morante
    • Tradutor(a) Roberta Barni
    • Gênero Literatura Mundial
    • Editora Carambaia
    • Páginas 384
    • Ano 2022
    • Edição
    • Idioma Português
    • ISBN 9786586398571
    • Peso do arquivo 7.32MB