• A resposta está na coerência: uma análise crítica da técnica de sopesamento de princípios

    Karla Fernandez Gomes

    Editora Dialética

    A coerência deve orientar os atos de pensar, agir e julgar, permitindo a convivência social e do indivíduo consigo mesmo. Em sua obra, Karla Fernandez defende a observância da máxima da coerência quando do ato de julgar, demonstrando que este compulsa como tarefa árdua que demanda a análise de pré-compreensões e dos fatores fáticos e jurídicos envolvidos, sem desconsiderar o contexto que os circunda. Assim, insurge-se contra julgamentos que escolhem premissas e desenvolvem uma trilha argumentativa para apresentar uma resposta fundamentada; ao destacar que o julgador, quando compromissado com a coerência, pelo exercício da análise da parte pelo todo e do todo pela parte, termina por encontrar a resposta do caso, a qual por meio de tal padrão se revela. Desta feita, valendo-se das reflexões de filósofos como Immanuel Kant, Hannah Arendt e Ronald Dworkin, questiona, a partir da máxima da coerência, o método de sopesamento desenvolvido por Robert Alexy, que propõe fórmula, fincada em uma metódica das ciências exatas, para solução dos casos de colisão de princípios; ressaltando que o anseio de imprimir previsibilidade na seara do direito com a desconsideração do seu teor axiológico, composto por múltiplos filamentos interligados, termina por desnaturar o seu propósito de distribuição de justiça e pacificação social, culminando em um contexto de mais insegurança jurídica.
    Ler mais Ler menos
    Pré-venda
    Este livro será lançado em
    Oba, você já comprou esse livro! Acesse o App e aproveite a leitura 😁
    Você já possui este livro através da parceria Skeelo + {partner} Acesse o App e aproveite a leitura 😁
    Páginas 196
    Peso do arquivo 1.36MB
    Ano da publicação 2020

    Sinopse

    A coerência deve orientar os atos de pensar, agir e julgar, permitindo a convivência social e do indivíduo consigo mesmo. Em sua obra, Karla Fernandez defende a observância da máxima da coerência quando do ato de julgar, demonstrando que este compulsa como tarefa árdua que demanda a análise de pré-compreensões e dos fatores fáticos e jurídicos envolvidos, sem desconsiderar o contexto que os circunda. Assim, insurge-se contra julgamentos que escolhem premissas e desenvolvem uma trilha argumentativa para apresentar uma resposta fundamentada; ao destacar que o julgador, quando compromissado com a coerência, pelo exercício da análise da parte pelo todo e do todo pela parte, termina por encontrar a resposta do caso, a qual por meio de tal padrão se revela. Desta feita, valendo-se das reflexões de filósofos como Immanuel Kant, Hannah Arendt e Ronald Dworkin, questiona, a partir da máxima da coerência, o método de sopesamento desenvolvido por Robert Alexy, que propõe fórmula, fincada em uma metódica das ciências exatas, para solução dos casos de colisão de princípios; ressaltando que o anseio de imprimir previsibilidade na seara do direito com a desconsideração do seu teor axiológico, composto por múltiplos filamentos interligados, termina por desnaturar o seu propósito de distribuição de justiça e pacificação social, culminando em um contexto de mais insegurança jurídica.
    Ler mais Ler menos

    Ficha técnica

    • Autor(a) Karla Fernandez Gomes
    • Tradutor(a)
    • Gênero Direito
    • Editora Editora Dialética
    • Páginas 196
    • Ano 2020
    • Edição
    • Idioma Português
    • ISBN 9786558773597
    • Peso do arquivo 1.36MB