• Acolhimento: na deriva da rede de saúde mental brasileira

    Susane Londero

    Editora Dialética

    A pergunta é como fazer funcionar políticas públicas que nos restam em termos de inclusão de pessoas estigmatizadas como loucas, em um país onde a cada dia a desigualdade cresce e o laço social se esfacela, invisibilizando sujeitos em sofrimento. A convite da Editora Dialética, o livro traz vicissitudes do acolhimento na rede de saúde mental a partir de uma pesquisa-intervenção realizada em Porto Alegre em 2010. Uma década depois, o contexto histórico parece trazer a necessidade de rediscutir temas que pareciam superados em diversos âmbitos. Nesse caso, a retomada é da potência do acolhimento como diretriz ética, estética e política para produção de horizontalidade nas relações cotidianas. É sobre redes possíveis de conversações que possibilitam a reinvenção de si e do outro. É sobre a esperança de que a macropolítica do SUS, que é muito mais do que uma filosofia, se possa atualizar nos encontros de abertura à alteridade e de entrelaçamento no terreno da inteligência coletiva. É sobre corresponsabilidade na produção de saúde e de subjetividade, porque os entraves no funcionamento do processo de acolhimento aparecem em momentos de ausência de operacionalidade coletiva. No fundo, é sobre a aceitação do outro como legítimo outro na relação, o que alguns chamam de ética e outros de amor.
    Ler mais Ler menos
    Oba, você já comprou esse livro! Acesse o App e aproveite a leitura 😁
    Você já possui este livro através da parceria Skeelo + {partner} Acesse o App e aproveite a leitura 😁
    Páginas 84
    Peso do arquivo 2.80MB
    Ano da publicação 2022
    Tradutor(a)

    Sinopse

    A pergunta é como fazer funcionar políticas públicas que nos restam em termos de inclusão de pessoas estigmatizadas como loucas, em um país onde a cada dia a desigualdade cresce e o laço social se esfacela, invisibilizando sujeitos em sofrimento. A convite da Editora Dialética, o livro traz vicissitudes do acolhimento na rede de saúde mental a partir de uma pesquisa-intervenção realizada em Porto Alegre em 2010. Uma década depois, o contexto histórico parece trazer a necessidade de rediscutir temas que pareciam superados em diversos âmbitos. Nesse caso, a retomada é da potência do acolhimento como diretriz ética, estética e política para produção de horizontalidade nas relações cotidianas. É sobre redes possíveis de conversações que possibilitam a reinvenção de si e do outro. É sobre a esperança de que a macropolítica do SUS, que é muito mais do que uma filosofia, se possa atualizar nos encontros de abertura à alteridade e de entrelaçamento no terreno da inteligência coletiva. É sobre corresponsabilidade na produção de saúde e de subjetividade, porque os entraves no funcionamento do processo de acolhimento aparecem em momentos de ausência de operacionalidade coletiva. No fundo, é sobre a aceitação do outro como legítimo outro na relação, o que alguns chamam de ética e outros de amor.

    Ficha técnica

    • Autor(a) Susane Londero
    • Tradutor(a)
    • Gênero Psicologia
    • Editora Editora Dialética
    • Páginas 84
    • Ano 2022
    • Edição
    • Idioma Português
    • ISBN 9786525227856
    • Peso do arquivo 2.80MB