• Águas de mim

    Ezilda Melo

    Chiado Brasil

    Ser Poeta e Jurista na Sociedade da Informação "Uma vez mais agraciado com a imensa simpatia e preciosa confiança da Professora Ezilda Melo para ler e comentar para o público e em primeira mão um livro de sua lavra, desta vez como que ocorreu um upgrade nesse amigo e penhorante convite. Tinha já prefaciado uma obra sua de cunho científico, jurídico, embora com as evidentes e irrecusáveis interseções que o seu irrequieto e profundo espírito entretece com a dimensão literária. Foi então, pois, uma obra jurídica com óbvia atração pelo literário, ou seja, um estudo de algum modo também de Direito & Literatura: Tribunal do Júri: Arte, Emoção e Caos, em boa hora dada à estampa pela Editora Empório do Direito. Agora, é-me dado falar mesmo de um livro de Literatura no mais essencial e puro que ela tem, ou seja, no género poético. Poesia, a mais alta Literatura, a Literatura em mais alto estado". Paulo Ferreira da Cunha. Professor. Escritor. Jurista. Juiz Conselheiro do Supremo Tribunal de Justiça de Portugal. Entre jasmins e machados "A autora dividiu o livro em duas partes: a primeira a falar da menina que vai mais longe até a mulher própria e algumas histórias vividas e imaginadas e a segunda para falar de outra fase mais madura. Para o primeiro momento, a persona poética vai se amparar na poesia lírica, no verso ardoroso e leve, nas imagens e metáforas de amor, sensibilidade e sonhos, com pequenos cortes dentro do mundo realístico; para a segunda fase, a persona veste-se de rainha defensora de direitos, com ênfase na retórica feminista e escrevendo poemas de protesto, poesia política, forte, com imagens cortantes". Nelson Cerqueira. Professor. Escritor. Membro da Academia Baiana de Letras.
    Ler mais Ler menos
    Pré-venda
    Este livro será lançado em
    Oba, você já comprou esse livro! Acesse o App e aproveite a leitura 😁
    Você já possui este livro através da parceria Skeelo + {partner} Acesse o App e aproveite a leitura 😁
    Páginas 282
    Peso do arquivo 1.70MB
    Ano da publicação 2020
    Tradutor(a)

    Sinopse

    Ser Poeta e Jurista na Sociedade da Informação "Uma vez mais agraciado com a imensa simpatia e preciosa confiança da Professora Ezilda Melo para ler e comentar para o público e em primeira mão um livro de sua lavra, desta vez como que ocorreu um upgrade nesse amigo e penhorante convite. Tinha já prefaciado uma obra sua de cunho científico, jurídico, embora com as evidentes e irrecusáveis interseções que o seu irrequieto e profundo espírito entretece com a dimensão literária. Foi então, pois, uma obra jurídica com óbvia atração pelo literário, ou seja, um estudo de algum modo também de Direito & Literatura: Tribunal do Júri: Arte, Emoção e Caos, em boa hora dada à estampa pela Editora Empório do Direito. Agora, é-me dado falar mesmo de um livro de Literatura no mais essencial e puro que ela tem, ou seja, no género poético. Poesia, a mais alta Literatura, a Literatura em mais alto estado". Paulo Ferreira da Cunha. Professor. Escritor. Jurista. Juiz Conselheiro do Supremo Tribunal de Justiça de Portugal. Entre jasmins e machados "A autora dividiu o livro em duas partes: a primeira a falar da menina que vai mais longe até a mulher própria e algumas histórias vividas e imaginadas e a segunda para falar de outra fase mais madura. Para o primeiro momento, a persona poética vai se amparar na poesia lírica, no verso ardoroso e leve, nas imagens e metáforas de amor, sensibilidade e sonhos, com pequenos cortes dentro do mundo realístico; para a segunda fase, a persona veste-se de rainha defensora de direitos, com ênfase na retórica feminista e escrevendo poemas de protesto, poesia política, forte, com imagens cortantes". Nelson Cerqueira. Professor. Escritor. Membro da Academia Baiana de Letras.
    Ler mais Ler menos

    Ficha técnica

    • Autor(a) Ezilda Melo
    • Tradutor(a)
    • Gênero Poesia
    • Editora Chiado Brasil
    • Páginas 282
    • Ano 2020
    • Edição
    • Idioma Português
    • ISBN 9789895272419
    • Peso do arquivo 1.70MB