• Andando na corda bamba da razão: A vida precária de um animal racional

    Robert Fogelin

    Alameda Casa Editorial

    Os problemas filosóficos tradicionalmente se apresentam na forma de dicotomias: há livre arbítrio ou tudo é determinado? Deus existe ou tudo é permitido? Há algo certo ou nada é provável? Segundo essa concepção, a principal tarefa filosófica é encontrar a resposta correta para essas perguntas por meio de argumentos teóricos e abstratos. Para Robert J. Fogelin, essa é a maneira errada de filosofar. Tais perguntas se colocam somente quando nos distanciamos dos problemas reais enfrentados na vida. Uma das intenções de Fogelin é substituir essa concepção tradicional da filosofia por outra em que a filosofia está mais próxima da vida cotidiana. Em vez de aceitar os problemas filosóficos como legítimos, Fogelin pretende livrar-se deles, denunciando seus pressupostos questionáveis. Antes de tentarmos encontrar respostas, devemos nos perguntar qual é a fonte dessas perguntas. Além disso, se tentarmos respondê-las, seguem-se dificuldades insuperáveis, de modo que se torna difícil, se não impossível, livrar-nos das inquietações profundas que elas nos causam. É preciso, pois, uma concepção de razão que não leve aos paradoxos, ao relativismo, nem a um ceticismo que destrói a própria atividade racional. Fogelin defende uma concepção moderada da razão, imersa no nosso dia-a-dia, que evita essas consequências desastrosas e as inquietações perturbadoras da filosofia tradicional.
    Ler mais Ler menos
    Oba, você já comprou esse livro! Acesse o App e aproveite a leitura 😁
    Você já possui este livro através da parceria Skeelo + {partner} Acesse o App e aproveite a leitura 😁
    Páginas 200
    Peso do arquivo 1.06MB
    Ano da publicação 2016
    Tradutor(a)

    Sinopse

    Os problemas filosóficos tradicionalmente se apresentam na forma de dicotomias: há livre arbítrio ou tudo é determinado? Deus existe ou tudo é permitido? Há algo certo ou nada é provável? Segundo essa concepção, a principal tarefa filosófica é encontrar a resposta correta para essas perguntas por meio de argumentos teóricos e abstratos. Para Robert J. Fogelin, essa é a maneira errada de filosofar. Tais perguntas se colocam somente quando nos distanciamos dos problemas reais enfrentados na vida. Uma das intenções de Fogelin é substituir essa concepção tradicional da filosofia por outra em que a filosofia está mais próxima da vida cotidiana. Em vez de aceitar os problemas filosóficos como legítimos, Fogelin pretende livrar-se deles, denunciando seus pressupostos questionáveis. Antes de tentarmos encontrar respostas, devemos nos perguntar qual é a fonte dessas perguntas. Além disso, se tentarmos respondê-las, seguem-se dificuldades insuperáveis, de modo que se torna difícil, se não impossível, livrar-nos das inquietações profundas que elas nos causam. É preciso, pois, uma concepção de razão que não leve aos paradoxos, ao relativismo, nem a um ceticismo que destrói a própria atividade racional. Fogelin defende uma concepção moderada da razão, imersa no nosso dia-a-dia, que evita essas consequências desastrosas e as inquietações perturbadoras da filosofia tradicional.

    Ficha técnica

    • Autor(a) Robert Fogelin
    • Tradutor(a)
    • Gênero Filosofia e Ética
    • Editora Alameda Casa Editorial
    • Páginas 200
    • Ano 2016
    • Edição
    • Idioma Português
    • ISBN 9788579394317
    • Peso do arquivo 1.06MB