• Colorindo Fora das Linhas

    Clara Borges

    Chiado Brasil

    13 de Setembro de 2013 Abri os olhos de uma só vez, como quando se acorda de um pesadelo. Porém não sei bem se sonhei algo, por um momento eu não sabia nem mesmo onde eu estava. Olhei à minha volta: paredes brancas, limpas, um relógio na parede marcando um horário entre as cinco e as seis. Se era da manhã ou da tarde eu não sabia dizer, as persianas fechadas me impediam de ver o lado de fora. Parecia chover, mas não uma chuva forte, só o suficiente para tornar o ambiente frio. Ou talvez isso fosse culpa do ar condicionado. O único barulho que preenchia o cômodo era o do soro pingando ao meu lado. Uma agulha, maior do que todas as que eu já tinha visto antes, fazia com que o líquido se juntasse ao sangue em minhas veias. Ocasionalmente também era possível escutar os monitores apitando, indicando que eu estava viva. No sofá à minha frente ela estava dormindo. Seus cabelos loiros presos em um coque e o rosto retorcido em uma expressão indecifrável. Imaginei como ela, logo ela, estava ali. Quem havia deixado que ela ficasse perto de mim? Ela estava ali há muito tempo? Será que eu estava aqui há muito tempo? Aliás, como eu tinha vindo parar aqui? Minha cabeça começou a doer, enquanto todos os acontecimentos começaram a voltar em pequenos flashes de consciência.
    Ler mais Ler menos
    Oba, você já comprou esse livro! Acesse o App e aproveite a leitura 😁
    Você já possui este livro através da parceria Skeelo + {partner} Acesse o App e aproveite a leitura 😁
    Páginas 344
    Peso do arquivo 3.97MB
    Ano da publicação 2020
    Tradutor(a)

    Sinopse

    13 de Setembro de 2013 Abri os olhos de uma só vez, como quando se acorda de um pesadelo. Porém não sei bem se sonhei algo, por um momento eu não sabia nem mesmo onde eu estava. Olhei à minha volta: paredes brancas, limpas, um relógio na parede marcando um horário entre as cinco e as seis. Se era da manhã ou da tarde eu não sabia dizer, as persianas fechadas me impediam de ver o lado de fora. Parecia chover, mas não uma chuva forte, só o suficiente para tornar o ambiente frio. Ou talvez isso fosse culpa do ar condicionado. O único barulho que preenchia o cômodo era o do soro pingando ao meu lado. Uma agulha, maior do que todas as que eu já tinha visto antes, fazia com que o líquido se juntasse ao sangue em minhas veias. Ocasionalmente também era possível escutar os monitores apitando, indicando que eu estava viva. No sofá à minha frente ela estava dormindo. Seus cabelos loiros presos em um coque e o rosto retorcido em uma expressão indecifrável. Imaginei como ela, logo ela, estava ali. Quem havia deixado que ela ficasse perto de mim? Ela estava ali há muito tempo? Será que eu estava aqui há muito tempo? Aliás, como eu tinha vindo parar aqui? Minha cabeça começou a doer, enquanto todos os acontecimentos começaram a voltar em pequenos flashes de consciência.

    Ficha técnica

    • Autor(a) Clara Borges
    • Tradutor(a)
    • Gênero Literatura Mundial
    • Editora Chiado Brasil
    • Páginas 344
    • Ano 2020
    • Edição
    • Idioma Português
    • ISBN 9789895280513
    • Peso do arquivo 3.97MB