• Crepúsculo dos ídolos: ou Como Filosofar com o Martelo

    Friedrich Nietzsche

    Edipro

    "...há mais ídolos do que realidades no mundo"

    Na definição do próprio autor, Friedrich Nietzsche, o Crepúsculo dos ídolos é uma síntese de suas teorias.

    A obra reúne os principais temas de seu percurso conceitual, contemplando-o retrospectivamente segundo o viés das premências e dos anseios que estiveram na base de sua concepção.

    Nietzsche tem esta obra por uma declaração de guerra, e uma guerra travada no âmbito da transvaloração de todos os valores.

    Proporcionando uma genealogia dos ideais e da moral, empreende uma análise psicológicae fisiológicada civilização ocidental, ao mesmo tempo em que corrobora um projeto que, da busca de acessos ao mundo grego, remete a O nascimento da tragédia.

    Em seu viés negativo, a partir da proposição de que "há mais ídolos do que realidades no mundo", Nietzsche ausculta os ídolos ocos de seu tempo ― que vão da filosofia clássica grega ao sistema educacional alemão.

    Elaborada em 1888, com base no material reunido para a obra Vontade de potência, jamais realizada, Crepúsculo dos ídolos é essencial a quem deseja enxergar um panorama de sua filosofia, centrada no exacerbado senso crítico e na defesa corajosa das próprias posições.

    Esta edição tem tradução de Saulo Krieger, membro do Grupo de Estudos Nietzsche (GEN), que também assina uma introdução e notas explicativas.

    Ler mais Ler menos
    Oba, você já comprou esse livro! Acesse o App e aproveite a leitura 😁
    Você já possui este livro através da parceria Skeelo + {partner} Acesse o App e aproveite a leitura 😁
    Páginas 112
    Peso do arquivo 1.34MB
    Ano da publicação 2020
    Tradutor(a)

    Sinopse

    "...há mais ídolos do que realidades no mundo"

    Na definição do próprio autor, Friedrich Nietzsche, o Crepúsculo dos ídolos é uma síntese de suas teorias.

    A obra reúne os principais temas de seu percurso conceitual, contemplando-o retrospectivamente segundo o viés das premências e dos anseios que estiveram na base de sua concepção.

    Nietzsche tem esta obra por uma declaração de guerra, e uma guerra travada no âmbito da transvaloração de todos os valores.

    Proporcionando uma genealogia dos ideais e da moral, empreende uma análise psicológicae fisiológicada civilização ocidental, ao mesmo tempo em que corrobora um projeto que, da busca de acessos ao mundo grego, remete a O nascimento da tragédia.

    Em seu viés negativo, a partir da proposição de que "há mais ídolos do que realidades no mundo", Nietzsche ausculta os ídolos ocos de seu tempo ― que vão da filosofia clássica grega ao sistema educacional alemão.

    Elaborada em 1888, com base no material reunido para a obra Vontade de potência, jamais realizada, Crepúsculo dos ídolos é essencial a quem deseja enxergar um panorama de sua filosofia, centrada no exacerbado senso crítico e na defesa corajosa das próprias posições.

    Esta edição tem tradução de Saulo Krieger, membro do Grupo de Estudos Nietzsche (GEN), que também assina uma introdução e notas explicativas.

    Ficha técnica

    • Autor(a) Friedrich Nietzsche
    • Tradutor(a)
    • Gênero Filosofia e Ética
    • Editora Edipro
    • Páginas 112
    • Ano 2020
    • Edição
    • Idioma Português
    • ISBN 9786556600024
    • Peso do arquivo 1.34MB