• Criminosos protegidos pelo Estado

    Joarez Sutil Rodrigues

    Chiado Brasil

    As evidências costumam ser plantadas pelos agentes públicos com o objetivo de mostrar serviço e desviar a atenção para algo que teria um impacto maior perante a opinião pública. Os noticiários costumam veicular matérias, sobre a apreensão de drogas, que foram disponibilizadas pela autoridade que cumpriu o seu dever e o volume maior que passou ante os As olhos dos agentes irá abastecer o consumo de milhares de viciados pelo mundo. E se essa droga apreendida pelos agentes foi matéria plantada para abastecer os noticiários? As pessoas que transportavam a droga apreendida não aparecem nas matérias e a autoridade competente tem material suficiente, de outras apreensões, para encenar um novo caso resolvido, após exaustivas diligências. Ninguém irá contestar os fatos porque o destino de cada cidadão pode ser decidido na próxima esquina. Vai que o cidadão resolva atravessar a rua sem olhar para os lados e uma bala perdida que saiu do fuzil do policial resolva ir de encontro ao seu corpo. A excludente de ilicitude passa a ser a evidência para a fatalidade.
    Ler mais Ler menos
    Oba, você já comprou esse livro! Acesse o App e aproveite a leitura 😁
    Você já possui este livro através da parceria Skeelo + {partner} Acesse o App e aproveite a leitura 😁
    Páginas 88
    Peso do arquivo 0.51MB
    Ano da publicação 2021
    Tradutor(a)

    Sinopse

    As evidências costumam ser plantadas pelos agentes públicos com o objetivo de mostrar serviço e desviar a atenção para algo que teria um impacto maior perante a opinião pública. Os noticiários costumam veicular matérias, sobre a apreensão de drogas, que foram disponibilizadas pela autoridade que cumpriu o seu dever e o volume maior que passou ante os As olhos dos agentes irá abastecer o consumo de milhares de viciados pelo mundo. E se essa droga apreendida pelos agentes foi matéria plantada para abastecer os noticiários? As pessoas que transportavam a droga apreendida não aparecem nas matérias e a autoridade competente tem material suficiente, de outras apreensões, para encenar um novo caso resolvido, após exaustivas diligências. Ninguém irá contestar os fatos porque o destino de cada cidadão pode ser decidido na próxima esquina. Vai que o cidadão resolva atravessar a rua sem olhar para os lados e uma bala perdida que saiu do fuzil do policial resolva ir de encontro ao seu corpo. A excludente de ilicitude passa a ser a evidência para a fatalidade.

    Ficha técnica

    • Autor(a) Joarez Sutil Rodrigues
    • Tradutor(a)
    • Gênero Teoria e Crítica Literária
    • Editora Chiado Brasil
    • Páginas 88
    • Ano 2021
    • Edição
    • Idioma Português
    • ISBN 9789893711200
    • Peso do arquivo 0.51MB