• Efeito da Adição de Coque Verde de Petróleo na Microestrutura e Características Metalúrgicas do Coque

    Bruno Santos Malaquias

    Editora Dialética

    A adição de materiais inertes, juntamente às misturas de carvões de coqueificação, é uma prática utilizada há alguns anos em usinas siderúrgicas. Sua utilização se baseia em adequar a qualidade das misturas, de forma que o coque produzido apresente as qualidades necessárias para utilização nos altos-fornos. O emprego de materiais inertes é uma possibilidade de melhorar a relação carvão/coque e consumir subprodutos carbonosos da cadeia siderúrgica ou mesmo de outros setores de produção. O coque verde de petróleo (CVP) nacional se destaca como um dos materiais inertes com maior potencial de utilização na produção do coque. Diferentemente do adquirido por importação, o material nacional apresenta como características principais o baixo teor de enxofre e de cinza, além, é claro, do elevado conteúdo de carbono. Apesar de existirem literaturas técnicas associando a utilização do CVP à melhoria da qualidade metalúrgica do coque, pouco se conhece sobre o seu comportamento em relação à formação da microtextura. O conhecimento da sua influência nas propriedades microestruturais do coque é essencial para que se possa compreender o efeito do CVP no coque e controlar os níveis de adição às misturas de carvões, de forma que se obtenha a qualidade necessária para utilização nos altos-fornos.
    Ler mais Ler menos
    Oba, você já comprou esse livro! Acesse o App e aproveite a leitura 😁
    Você já possui este livro através da parceria Skeelo + {partner} Acesse o App e aproveite a leitura 😁
    Páginas 112
    Peso do arquivo 10.51MB
    Ano da publicação 2022
    Tradutor(a)

    Sinopse

    A adição de materiais inertes, juntamente às misturas de carvões de coqueificação, é uma prática utilizada há alguns anos em usinas siderúrgicas. Sua utilização se baseia em adequar a qualidade das misturas, de forma que o coque produzido apresente as qualidades necessárias para utilização nos altos-fornos. O emprego de materiais inertes é uma possibilidade de melhorar a relação carvão/coque e consumir subprodutos carbonosos da cadeia siderúrgica ou mesmo de outros setores de produção. O coque verde de petróleo (CVP) nacional se destaca como um dos materiais inertes com maior potencial de utilização na produção do coque. Diferentemente do adquirido por importação, o material nacional apresenta como características principais o baixo teor de enxofre e de cinza, além, é claro, do elevado conteúdo de carbono. Apesar de existirem literaturas técnicas associando a utilização do CVP à melhoria da qualidade metalúrgica do coque, pouco se conhece sobre o seu comportamento em relação à formação da microtextura. O conhecimento da sua influência nas propriedades microestruturais do coque é essencial para que se possa compreender o efeito do CVP no coque e controlar os níveis de adição às misturas de carvões, de forma que se obtenha a qualidade necessária para utilização nos altos-fornos.

    Ficha técnica

    • Autor(a) Bruno Santos Malaquias
    • Tradutor(a)
    • Gênero Engenharia
    • Editora Editora Dialética
    • Páginas 112
    • Ano 2022
    • Edição
    • Idioma Português
    • ISBN 9786525226934
    • Peso do arquivo 10.51MB