• Mudanças Climáticas e Hidropolítica na Macrometrópole Paulista uma Análise da "Crise Hídrica" (2014-2015) a Partir do Sistema Cantareira

    Marcelo Coutinho Vargas

    Editora Appris

    Na análise da "crise hídrica" que abateu sobre o Sudeste brasileiro entre meados de 2013 e o final de 2015, afetando drasticamente a Região Metropolitana de São Paulo (RMSP), podemos distinguir dois aspectos inseparáveis, embora distintos: de um lado, o evento climático extremo, marcado por uma queda sem precedentes na pluviosidade média da região; de outro, a crise de abastecimento de água provocada pela seca. Se o fato gerador foi a estiagem excepcional do período, a crise no abastecimento de água da metrópole configurou-se a partir de uma condição latente de vulnerabilidade e baixa resiliência que nada teve de acidental. Ao focalizar sua análise no Sistema Cantareira, o maior dos sistemas produtores de água da RMSP e o mais afetado pela crise, este livro mostra que a segurança hídrica dessa metrópole envolve arenas decisórias, sistemas sociotécnicos, cooperação e conflitos que operam numa escala macrorregional, interconectando diferentes aglomerações urbanas e bacias hidrográficas. O tratamento teórico-metodológico dado pelo autor a seu objeto de pesquisa faz da análise da crise hídrica de 2014-2015 na RMSP um estudo de caso aprofundado e profícuo de uma problemática bem mais ampla: a governança multinível da água nas bacias hidrográficas densamente urbanizadas numa era de grandes mutações e incertezas climáticas
    Ler mais Ler menos
    Pré-venda
    Este livro será lançado em
    Oba, você já comprou esse livro! Acesse o App e aproveite a leitura 😁
    Você já possui este livro através da parceria Skeelo + {partner} Acesse o App e aproveite a leitura 😁
    Páginas 259
    Peso do arquivo 5.95MB
    Ano da publicação 2021

    Sinopse

    Na análise da "crise hídrica" que abateu sobre o Sudeste brasileiro entre meados de 2013 e o final de 2015, afetando drasticamente a Região Metropolitana de São Paulo (RMSP), podemos distinguir dois aspectos inseparáveis, embora distintos: de um lado, o evento climático extremo, marcado por uma queda sem precedentes na pluviosidade média da região; de outro, a crise de abastecimento de água provocada pela seca. Se o fato gerador foi a estiagem excepcional do período, a crise no abastecimento de água da metrópole configurou-se a partir de uma condição latente de vulnerabilidade e baixa resiliência que nada teve de acidental. Ao focalizar sua análise no Sistema Cantareira, o maior dos sistemas produtores de água da RMSP e o mais afetado pela crise, este livro mostra que a segurança hídrica dessa metrópole envolve arenas decisórias, sistemas sociotécnicos, cooperação e conflitos que operam numa escala macrorregional, interconectando diferentes aglomerações urbanas e bacias hidrográficas. O tratamento teórico-metodológico dado pelo autor a seu objeto de pesquisa faz da análise da crise hídrica de 2014-2015 na RMSP um estudo de caso aprofundado e profícuo de uma problemática bem mais ampla: a governança multinível da água nas bacias hidrográficas densamente urbanizadas numa era de grandes mutações e incertezas climáticas
    Ler mais Ler menos

    Ficha técnica

    • Autor(a) Marcelo Coutinho Vargas
    • Tradutor(a)
    • Gênero Engenharia
    • Editora Editora Appris
    • Páginas 259
    • Ano 2021
    • Edição
    • Idioma Português
    • ISBN 9786558208792
    • Peso do arquivo 5.95MB