• O papel de parede amarelo e outras histórias

    Charlotte Perkins Gilman

    Bazar do Tempo

    Os textos reunidos nesta edição formam um importante conjunto representativo da produção ficcional da escritora norte-americana Charlotte Perkins Gilman (1860-1935), considerada uma pioneira do feminismo. Nos sete contos selecionados e traduzidos por Heloisa Seixas estão em cena os temas que mobilizaram a autora durante toda a vida: a condição social das mulheres, a opressão imposta a elas e a necessidade de emancipação. Charlotte trata dessas questões ora de forma sarcástica, caso do conto "Se eu fosse um homem", ora como um drama, a exemplo de "Reviravolta" e "Uma mulher honesta"; por vezes também em tom severamente crítico, como vemos em "O coração do sr. Peebles", ou com forte teor psicológico e assombroso, como faz em "O papel de parede amarelo", seu conto mais conhecido, em que acompanha o processo de adoecimento mental de uma mulher que acaba de parir e, por imposição de seu marido, é mantida isolada em um velho quarto. O volume apresenta ainda extratos de sua novela mais famosa, Herland, a Terra das Mulheres (de 1915), em que imagina um país sem homens, utopia feminista que serve para defender as suas ideias sobre maternidade e educação de crianças e imaginar uma sociedade livre da dominação masculina.
    Ler mais Ler menos
    Pré-venda
    Este livro será lançado em
    Oba, você já comprou esse livro! Acesse o App e aproveite a leitura 😁
    Você já possui este livro através da parceria Skeelo + {partner} Acesse o App e aproveite a leitura 😁
    Páginas 160
    Peso do arquivo 1.88MB
    Ano da publicação 2021
    Tradutor(a) Heloisa Seixas

    Sinopse

    Os textos reunidos nesta edição formam um importante conjunto representativo da produção ficcional da escritora norte-americana Charlotte Perkins Gilman (1860-1935), considerada uma pioneira do feminismo. Nos sete contos selecionados e traduzidos por Heloisa Seixas estão em cena os temas que mobilizaram a autora durante toda a vida: a condição social das mulheres, a opressão imposta a elas e a necessidade de emancipação. Charlotte trata dessas questões ora de forma sarcástica, caso do conto "Se eu fosse um homem", ora como um drama, a exemplo de "Reviravolta" e "Uma mulher honesta"; por vezes também em tom severamente crítico, como vemos em "O coração do sr. Peebles", ou com forte teor psicológico e assombroso, como faz em "O papel de parede amarelo", seu conto mais conhecido, em que acompanha o processo de adoecimento mental de uma mulher que acaba de parir e, por imposição de seu marido, é mantida isolada em um velho quarto. O volume apresenta ainda extratos de sua novela mais famosa, Herland, a Terra das Mulheres (de 1915), em que imagina um país sem homens, utopia feminista que serve para defender as suas ideias sobre maternidade e educação de crianças e imaginar uma sociedade livre da dominação masculina.
    Ler mais Ler menos

    Ficha técnica

    • Autor(a) Charlotte Perkins Gilman
    • Tradutor(a) Heloisa Seixas
    • Gênero Literatura Mundial
    • Editora Bazar do Tempo
    • Páginas 160
    • Ano 2021
    • Edição
    • Idioma Português
    • ISBN 9786586719758
    • Peso do arquivo 1.88MB