• Um reino e suas repúblicas no Atlântico: Comunicações políticas entre Portugal, Brasil e Angola nos séculos XVII e XVIII

    João Fragoso, Nuno Gonçalo Monteiro

    Civilização Brasileira

    Comunicações políticas entre Portugal, Brasil e Angola nos séculos XVII e XVIII em textos de importantes historiadores brasileiros e portugueses. Um reino e suas repúblicas no Atlântico desfaz mitos, como o da unidade da ação política nos três territórios e o da subserviência dos espaços colonizados em relação à metrópole. O livro reúne 16 historiadores, portugueses e brasileiros, em 12 artigos. Ao longo da obra, constata-se a importância da circulação de normas "legislativas" e confirma-se a regularidade da comunicação política entre o centro e a periferia. Além disso, identificam-se os atores periféricos da comunicação – grupos subalternos, além de indivíduos solicitando mercês, ou governadores e lideranças locais – e a resistência local, mais aberta e frequente no século XVII nos espaços coloniais, que vai se tornando menos visível na segunda metade do século XVIII.
    Ler mais Ler menos
    Oba, você já comprou esse livro! Acesse o App e aproveite a leitura 😁
    Você já possui este livro através da parceria Skeelo + {partner} Acesse o App e aproveite a leitura 😁
    Páginas 476
    Peso do arquivo 4.40MB
    Ano da publicação 2017
    Tradutor(a)

    Sinopse

    Comunicações políticas entre Portugal, Brasil e Angola nos séculos XVII e XVIII em textos de importantes historiadores brasileiros e portugueses. Um reino e suas repúblicas no Atlântico desfaz mitos, como o da unidade da ação política nos três territórios e o da subserviência dos espaços colonizados em relação à metrópole. O livro reúne 16 historiadores, portugueses e brasileiros, em 12 artigos. Ao longo da obra, constata-se a importância da circulação de normas "legislativas" e confirma-se a regularidade da comunicação política entre o centro e a periferia. Além disso, identificam-se os atores periféricos da comunicação – grupos subalternos, além de indivíduos solicitando mercês, ou governadores e lideranças locais – e a resistência local, mais aberta e frequente no século XVII nos espaços coloniais, que vai se tornando menos visível na segunda metade do século XVIII.

    Ficha técnica

    • Autor(a) João Fragoso, Nuno Gonçalo Monteiro
    • Tradutor(a)
    • Gênero História Moderna
    • Editora Civilização Brasileira
    • Páginas 476
    • Ano 2017
    • Edição
    • Idioma Português
    • ISBN 9788520013373
    • Peso do arquivo 4.40MB