• Viver no limite: Território e multi/transterritorialidade em tempos de in-segurança e contenção

    Rogério Haesbaert

    Bertrand

    Uma reflexão a respeito de formas de transterritorialidade e seus futuros desdobramentos para a sociedade. O mundo atual está marcado por discursos de insegurança, política e até mesmo guerras preventivas, onde o presente é vivido, muitas vezes, como se as pessoas estivessem permanentemente no limite, nas fronteiras. Viver no limite analisa essa nova realidade e como os controles territoriais se tornam mais complexos e fundamentais. O livro é dividido em duas partes: na primeira, com caráter mais conceitual, o autor coloca em questão a lógica zonal ou de áreas no tratamento do espaço e o novo papel do Estado. No segundo bloco, são analisados os processos de desterritorialização a partir da perspectiva da segurança e da biopolítica que marcam a sociedade contemporânea. É desse contexto que emergem dinâmicas que, para além da simples precarização e reclusão territorial, envolvem o que se denomina contenção e exclusão territorial — bastante evidentes no caso de uma megalópole como o Rio de Janeiro.

    Ler mais Ler menos
    Oba, você já comprou esse livro! Acesse o App e aproveite a leitura 😁
    Você já possui este livro através da parceria Skeelo + {partner} Acesse o App e aproveite a leitura 😁
    Páginas 320
    Peso do arquivo 2.84MB
    Ano da publicação 2018
    Tradutor(a)

    Sinopse

    Uma reflexão a respeito de formas de transterritorialidade e seus futuros desdobramentos para a sociedade. O mundo atual está marcado por discursos de insegurança, política e até mesmo guerras preventivas, onde o presente é vivido, muitas vezes, como se as pessoas estivessem permanentemente no limite, nas fronteiras. Viver no limite analisa essa nova realidade e como os controles territoriais se tornam mais complexos e fundamentais. O livro é dividido em duas partes: na primeira, com caráter mais conceitual, o autor coloca em questão a lógica zonal ou de áreas no tratamento do espaço e o novo papel do Estado. No segundo bloco, são analisados os processos de desterritorialização a partir da perspectiva da segurança e da biopolítica que marcam a sociedade contemporânea. É desse contexto que emergem dinâmicas que, para além da simples precarização e reclusão territorial, envolvem o que se denomina contenção e exclusão territorial — bastante evidentes no caso de uma megalópole como o Rio de Janeiro.

    Ficha técnica

    • Autor(a) Rogério Haesbaert
    • Tradutor(a)
    • Gênero Ciências da Terra
    • Editora Bertrand
    • Páginas 320
    • Ano 2018
    • Edição
    • Idioma Português
    • ISBN 9788528623635
    • Peso do arquivo 2.84MB